16 de abril de 2018, 19:32

TRATAMENTO COMBINADO ORTODONTIA + CIRURGIA ORTOGNÁTICA

Compartilhe

O tratamento de alterações dentais, má oclusão e dentes apinhados normalmente é realizado por um ortodontista. Anormalidades de crescimento dos maxilares são usualmente tratados por um cirurgião buco-maxilo-facial. Quando as duas condições são existentes se necessita de um trabalho em conjunto de um ortodontista e de um cirurgião buco-maxilo. O ortodontista irá fazer o preparo pré operatório (alinhamento dos dentes, obtenção das melhores inclinações dentarias, afastamento das raízes quando necessário) e o refinamento pós-operatório. O cirurgião fará a correção da mordida incorreta e das anormalidades ósseas. Esse trabalho em equipe é fundamental para que se consiga a melhor estética e função para alguns problemas. Os pacientes são recompensados com um bom alinhamento dentário, um bonito sorriso e simetria facial: uma bonita combinação de forma, posição e função.

Em nossa clinica a maioria dos pacientes são tratados com ortodontia fixa, ortodontia lingual ou alinhadores dentais (invisalign).  Mas em alguns casos o tratamento cirúrgico complementar é necessário para se obter o padrão que desejamos para nossos tratamentos. Isso pode ocorrer quando os ossos maxilares são muito grandes ou curtos, as arcadas são muito estreitas ou expandidas, as proporções são incorretas sendo impossível obter uma boa simetria. Nesses casos a combinação de ortodontia e cirurgia pode ser a única opção.

Existe um ampla variedade de causas que provocam discrepâncias nos ossos da face: hereditariedade, trama e problemas de desenvolvimento. Alguns dos problemas mais comumente tratados sâo: um queixo muito proeminente ou a situação contraria um queixo pouco desenvolvido, pouca ou excessiva exposição gengival principalmente no sorriso, uma impossibilidade  de obter um vedamento labial em repouso, faces muito alongadas e outras assimetrias

A SEQUÊNCIA DE TRATAMENTO ENVOLVE TRES FASES:

1 – Primeira fase quando os dentes são alinhados. As angulações são corrigidas para se obter uma boa oclusão quando a cirurgia for realizada.

2- Com os braquetes ainda em posição a cirurgia é realizada.

3- Após a cirurgia o tratamento ortodôntico prossegue com o refinamento da oclusão e estabilização dos resultados obtidos.

PODE A CIRURGIA SER EVITADA?

Em pacientes jovens e em crescimento existe uma janela de idade na qual alguns problemas podem ser tratados e a cirurgia evitada. Essa é a razão pela qual crianças tem que ser avaliadas por um ortodontista em torno dos 7 anos. Aparelhos ortodônticos podem guiar o crescimento evitando a necessidade futura de uma cirurgia.

Em pacientes adultos alguns problemas são tratados de maneira bastante satisfatória com a utilização de mini implantes colocados na maxila e mandíbula. Em situações especificas   bons resultados são obtidos.

 

Como todo procedimento cirúrgico a cirurgia ortognática envolve riscos,  o seu ortodontista e cirurgião poderão explicar e  esclarecer todas as dúvidas. Os procedimentos não são novos nem experimentais, são rotina nos consultório de ortodontia e nos centros cirúrgicos.

Em nossa clinica contamos dos 2 ortodontistas: Dr julio e Dra Barbara e um cirurgião-buco-maxilo-facial Dr Daniel.

www.lourencoodontologia.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

©2018 Lourenço Odontologia. Todos os direitos reservados.