28 de setembro de 2018, 08:28

MINI IMPLANTES EXTRA-ALVEOLARES EM ORTODONTIA

Compartilhe

A Ortodontia passa ao longo dos anos por profundas transformações quanto a sua concepção, seus objetivos, dogmas e paradigmas, e precisamos estar sempre atentos a estas mudanças para poder realizar um tratamento ortodôntico de excelência.

Um fator muito importante durante o tratamento ortodôntico é conseguir apoio para realização de alguns movimentos, bem como garantir estabilidade aos dentes quando a oclusão (mordida) está bem posicionada.

Neste sentido, existem várias opções para conseguirmos este apoio, como aparelhos auxiliares, ou até apoiar-se em outros dentes. Contudo, os aparelhos auxiliares geralmente são desconfortáveis aos pacientes, e o apoio em outros dentes pode gerar movimentos indesejados.

Desta forma, os mini implantes surgiram como um método de ancoragem absoluta, pois são apoiados em osso. Estes dispositivos foram idealizados por Kanomi em 1997 e vem auxiliando os ortodontistas nas várias etapas do tratamento ortodôntico, eliminando em grande parte a necessidade de colaboração dos pacientes e tornando os resultados mais previsíveis.

Estes mini-implantes descritos a mais de 20 anos deveriam ser instalados interradicularmente, ou seja, entre as raízes dos dentes, para promover ancoragem esquelética. No entanto, novos locais de instalação, como fora da região dentária alveolar ou também chamados de extrarradicular vem sendo instituida e adotada por muitos ortodontistas.

Em relação aos mini-implantes interradiculares, os extra-alveolares apresentam:

  • Menos risco de lesão em raiz.
  • Quantidade de osso mais abundante no local de instalação permite o uso de parafusos mais calibrosos.
  • Não interferem com a movimentação dos dentes.
  • Apoio adequado para movimentação do arco como um todo reduzindo protrusão dos dentes (para frente).
  • Taxa de insucesso bem menor.
  • Menor número de mini-implantes são requeridos para o tratamento de casos complexos.

 

De acordo com Chang (2016), por volta do ano 2001 três ortodontistas se reuniram num grupo de estudos (Chris Chang, Johnny Liao e John Lin) para desenvolver os mini-parafusos instalados em áreas até então desconhecidas. Isto gerou uma evolução na Ortodontia e podemos observar que os mini-implantes extra-alveolares se tornaram, ao longo da última década, uma das ferramentas mais importantes de ancoragem em Ortodontia.

 

Fonte: “Mini Implantes Extra Alveiolares em Ortodontia” – Marcio Almeida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

©2018 Lourenço Odontologia. Todos os direitos reservados.